Realocação de colaboradores: por que essa prática fortalece as equipes?

Realocar colaboradores é um assunto sensível em qualquer empresa. Afinal, como conversamos em nosso último blog, ainda existe uma percepção antiquada de que uma equipe é como uma máquina feita de engrenagens. Nessa analogia, cada colaborador tem um lugar fixo, cumprindo uma função única e que uma mudança poderia afetar o sistema inteiro.

Porém, assim como as máquinas mudaram com os anos (vamos combinar que falar de engrenagens hoje já não faz mais sentido) as equipes também mudaram. Cada membro de uma equipe exerce múltiplas funções, tanto práticas quanto sociais em um time e essas funções são fluídas.

É por isso que hoje, as administrações mais modernas de RH entendem que realocar colaboradores é uma prática que fortalece as equipes, proporciona intercâmbio de informações e difunde a cultura da empresa de maneira orgânica.
Quer entender mais sobre esse processo? A Rita te explica. Vamos lá?

Por que realocar colaboradores?

Como listamos acima, fortalecer equipes, intercâmbio de informações e difusão de cultura da empresa são alguns dos motivos para essa realocação. Mas não para por aí, além dos benefícios para as equipes, o realocamento de colaboradores é essencial para o crescimento pessoal do indivíduo – afinal, ele permite que sejam desenvolvidas habilidades sociais, adaptabilidade e expande os horizontes profissionais.

Existe um entendimento hoje nas empresas de que o profissional mais desejado é o profissional “em T” – um termo que designa alguém que tem um conhecimento aprofundado sobre uma área, porém, um conhecimento superficial amplo sobre várias áreas. O realocamento de colaboradores permite que toda a equipe tenha a oportunidade de se transformar nesse profissional através da troca de experiências.

Outro benefício proporcionado, é a criação de uma cultura de equipe forte e menos superficial. Com colaboradores que se conhecem em todas as áreas e não somente em seu time, as relações se fortalecem e a sensação de que todos os profissionais entendem um pouco de todas as áreas gera uma confiança mútua.

As trocas enriquecem o processo: muitas vezes, a equipe A desenvolve um processo que afeta a equipe B e essas trocas sempre vem em forma de reuniões e e-mails, gerando um ruído de comunicação. Porém, quando colocamos membros da equipe B na equipe A e vice-versa, esse desenvolvimento de processo torna-se muito mais orgânico e atento às reais dores de cada um dos times.

Se essa realocação é tão benéfica para as empresas e seus colaboradores, por que ela não é feita com mais frequência?

A resposta é mais simples do que parece: burocracia. As gestões de recursos humanos entendem que mover um colaborador de cargo, de equipe ou de prédio é um processo burocrático, longo, cheio de papelada e que gera um transtorno.

Para os profissionais, também. O medo de ter que passar por longos processos com o RH é intimidador e desestimula os colaboradores que aspiram coisas novas dentro da empresa – afinal, não existe empresa que seja tão moderna que a área de Recursos Humanos não seja vista como uma coisa antiquada… ou existe?

Agora existe! A Rita RH é uma Plataforma de Gestão de Pessoas e Benefícios que está pronta para ser sua parceira na hora de se relacionar com os seus colaboradores. Uma nova forma de olhar o seu RH: com custos reduzidos e aumento de produtividade.

Seus colaboradores agora vão poder ser realocados sem medo, de forma fácil e descomplicada! Gostou? Agende uma demo conosco!